Notícias | Dia a dia
Konta também desiste de jogar no saibro de Palermo
27/07/2020 às 15h44

A britânica vai priorizar a preparação para o US Open e atuar em quadras de piso duro

Foto: Arquivo

Palermo (Itália) - Um dia depois de Simona Halep desistir do WTA de Palermo, os organizadores do torneio italiano tiveram mais uma baixa. A britânica Johanna Konta é mais uma jogadora a afirmar que não vai mais disputar o torneio que começa na próxima segunda-feira.

Konta está em Londres nesta semana, disputando a segunda edição da Batalha dos Britânicos. A jogadora de 29 anos e número 14 do mundo também está inscrita para atuar em Lexington, a partir de 10 de agosto. A ideia é focar na preparação para o US Open.

Mesmo sem Halep e Konta, o torneio ainda tem três nomes no top 20 do circuito. As principais estrelas serão a croata Petra Martic, número 15 do mundo, a canhota tcheca Marketa Vondrousova, 18ª colocada, e a grega Maria Sakkari, 20ª do ranking.

Outras jogadoras de destaque na competição são a estoniana Anett Kontaveit, a letã Jelena Ostapenko, a belga Elise Mertens e a croata Donna Vekic. A nova geração é representada por Dayana Yastremska, Daria Kasatkina e Iga Swiatek.

A organização do evento ainda tenta atrair um nome do top 10. O diretor do torneio Oliviero Palma afirmou recentemente que a número 3 do mundo Karolina Pliskova foi consultada e afirmou que aceitaria jogar no saibro italiano se o US Open fosse cancelado.

Um número limitado de torcedores poderá assistir ao torneio. Serão permitidos 280 espectadores em cada sessão. Apesar de o estádio ter capacidade para 1.500 torcedores, o número de pessoas que vai circular pelo torneio, incluindo jogadoras e profissionais envolvidos na organização do evento, é de 327. Com menos ingressos vendidos, o prêmio em dinheiro do torneio foi reduzido de US$ 250.000 em 2019 para US$ 222.500.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva