Notícias | Dia a dia
Mesmo apreensivo, Murray diz que irá a Nova York
26/07/2020 às 13h18

Murray quer ficar bem preparado para disputar o quali de Cincinnati e depois o US Open

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Embora ainda continue apreensivo quanto à viagem até Nova York, o escocês Andy Murray afirmou neste domingo em entrevista no The Guardian que mentalmente está mais preparado para disputar o US Open, e que tem treinado o melhor possível para estar em plena forma.

"Quatro ou cinco semanas atrás, estávamos muito mais céticos", afirmou ele, referindo-se ao período em que disputou a primeira versão da Batalha dos Britânicos ao lado do irmão Jamie, que também tem se mostrado pouco animado com a ideia de competir nos EUA.

"Tenho treinado todo esse tempo para estar em forma no US Open. Se não fosse por isso, minha agenda seria muito diferente. Mentalmente, estou me preparando para jogar, mas a apreensão permanece", considerou. "Pensei em viajar e jogar alguma exibição, mas o risco de pegar o vírus aumentaria, o que me deixaria fora de ação por pelo menos duas semanas e colocaria o Slam em dúvida".

Murray reafirma que o grande problema para os tenistas são os deslocamentos. "Alguns esportes estão se saindo bem no retorno, como o futebol. Mas para o tênis existem as viagens. Felizmente, seremos todos testados na chegada e durante a competição. Temos todos de ficar numa bolha de segurança. Espero que tudo saia bem".

Ele considera a hipótese de disputar o qualificatório de Cincinnati, depois que Washington foi cancelado, mas aguarda um convite dos organizadores. "Não gosto muito de jogar na semana anterior a um Grand Slam, mas para mim já são 10 meses desde o último torneio".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva