Notícias | Dia a dia
Técnico de Federer vê risco alto para o US Open
25/07/2020 às 10h00

Severin Luthi afirma que os Grand Slam fizeram grande pressão para serem disputados

Foto: Arquivo

Biel (Suíça) - Severin Luthi não esconde: seu otimismo quanto à realização do US Open no final de agosto não passa de 50%. O técnico de Roger Federer afirmou nesta sexta-feira, durante exibição de tenistas suíços em Biel, que chegou a pensar que o circuito só voltaria em 2021.

"Há dois meses, eu teria dito que seria impossível termos algum campeonato oficial ainda neste ano", afirmou ele. "Mas o fato é que os torneios de Grand Slam estão fazendo grande pressão para acontecer. Vejo no momento 50% de chance de o US Open ser disputado".

A queda no número de casos e mortos em Nova York permitiu que a USTA anunciasse a disputa do US Open logo depois de Cincinnati na data normal, porém com protocolos rígidos de segurança e sem público. Roland Garros, ao contrário, anunciou ainda em março seu adiamento para o final de setembro e hoje considera possível ter até metade do público normal nas arquibancadas.

Luthi também falou sobre Federer e afirmou que no momento a meta é que ele dispute o Australian Open, sem descartar a chance de ele jogar algum torneio preparatório na Austrália como aquecimento. "Ele mesmo me disse que ir a Melbourne", garantiu Luthi, que estima a volta de Federer aos treinamentos em agosto.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva