Notícias | Dia a dia
Halep corre risco de não poder competir em Palermo
24/07/2020 às 20h25

Palermo (Itália) - Principal nome na chave do WTA de Palermo, torneio que marcará a volta do circuito feminino, a romena Simona Halep corre o risco de não poder mais competir no saibro italiano. Isso porque uma portaria do governo federal estabeleceu que todas as pessoas vindas da Bulgária e da Romênia deverão cumprir quarentena de duas semanas ao entrar na Itália.

A organização do torneio já se mexeu para tentar contornar a situação e entrou em contato com o Ministro da Saúde italiano. “Escrevemos uma carta urgente ao Ministro da Saúde, Roberto Speranza, solicitando uma revogação parcial da última portaria para tenistas participantes do 31º Palermo Ladies Open”, revelou a direção através das redes sociais.

“Fizemos isso porque acreditamos que os protocolos adotados pela WTA são bem rígidos e garantirão a segurança e a saúde não apenas das atletas, mas também de todos os envolvidos no evento. A portaria iria prejudicar uma jogadora como Simona Halep, número 2 do mundo e atual campeã de Wimbledon, que assim não poderia mais disputar o torneio de Palermo”, disse o comunicado.

Os dirigentes do torneio italiano acreditam que poderão contornar o problema e assim contar com a presença de Halep no evento. “Estamos convencidos de que há todo o necessário para que jogadoras vindas da Romênia e da Bulgária possam competir sem precisar de uma quarentena”, finalizou a organização do WTA de Palermo, marcado para começar no próximo dia 3 de agosto.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva