Notícias | Dia a dia
'Notei que Djokovic era especial em 2004', diz italiano
24/07/2020 às 16h53

Roma (Itália) - Primeiro adversário do sérvio Novak Djokovic em um torneio ATP, em 2004, o italiano Filippo Volandri afirmou em entrevista ao site da ATP que logo de cara deu para perceber que seu adversário na partida de estreia em Umag teria um futuro promissor pela frente.

“Depois do jogo, conversei com alguns colegas e disse: 'Esse cara é realmente bom'. Todos me responderam: 'Vamos lá, você poderia ter vencido por duplo 6/1'. Mas no fim eu estava certo!” lembrou o italiano, que conquistou dois títulos como profissional e chegou ao 25º lugar no ranking.

“Assumi a liderança com facilidade, já era um bom jogador, mas ele reagiu de uma maneira que me surpreendeu”, analisou Volandri, que chegou a abrir 5/1 no primeiro set, quando viu Djokovic reagir. Contudo, o sérvio não fez o suficiente para vencer e acabou derrotado com 7/6 (7-5) e 6/1.

O italiano destaca ter visto em ‘Nole’ aspectos que só os grandes campeões têm. “Apesar dos seus problemas com a respiração, ele teve uma reação. Isso vem de dentro, é algo que você tem ou não tem. Dá até trabalhar nisso, mas alguns jogadores nascem com isso e nunca desistem”, observou.

Djokovic tinha acabado de completar 17 anos na época. “Ele estava fisicamente em um nível mais alto, assim como em termos de flexibilidade. Ele pulava pela quadra toda, acertava bastante, mesmo sem ser muito forte fisicamente”, comentou Volandri.

“Essa é a diferença entre campeões e jogadores normais: os campeões não precisam de tanta força para girar ou bater na bola rapidamente. É difícil explicar que quando alguém é diferente, isso é visto no comportamento, na força mental”, finalizou o italiano.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva