Notícias | Dia a dia
De olho em mais uma top 10, Palermo visa Pliskova
24/07/2020 às 13h32

Diretor do torneio diz que a tcheca jogaria na Itália se o US Open for cancelado

Foto: Arquivo

Palermo (Itália) - Apesar de já ter uma lista de inscritas muito forte, com a número 2 do mundo Simona Halep e mais quatro top 20, a organização do WTA de Palermo ainda tenta reforçar a competição que irá marcar o retorno do circuito mundial a partir de 3 de agosto. O diretor do torneio Oliviero Palma quer mais uma top 10 e diz que Karolina Pliskova é uma boa opção.

Em entrevista à agência Associated Press, Palma disse que Pliskova chegou a solicitar um convite para o torneio, mas com uma condição. Segundo o dirigente, a atual número 3 do mundo aceitaria jogar no saibro italiano se o US Open fosse cancelado. "Caso contrário, ela irá para os Estados Unidos no início de agosto".

+ Jogadoras com Covid-19 serão afastadas de torneio
+ Com público, WTA de Palermo exige o uso de máscaras
+ Volta da WTA em Palermo terá cinco top 20

"Esses torneios se tornarão mais como eventos regionais nessas condições. Haverá um circuito americano e um circuito europeu ", acrescentou o dirigente. Uma semana depois do torneio de Palermo, o circuito da WTA terá dois eventos simultâneos. Há a opção de seguir no saibro europeu e jogar em Praga, na República Tcheca, ou já partir para os Estados Unidos e atuar em Lexington.

Mesmo se os planos de contar com mais uma grande estrela não derem certo, Palma já comemora os acordos que conseguiu com Halep, além de Marketa Vondrousova, Johanna Konta, Petra Martic, Maria Sakkari e Jelena Ostapenko. "A lista de inscritas é incrível. É praticamente como um Premier", comentou. "É certamente uma grande honra para nós, mas também é uma grande responsabilidade. Somos os primeiros do mundo e precisamos experimentar todas as novas regras".

Um número limitado de torcedores poderá assistir ao torneio. Serão permitidos 280 espectadores em cada sessão. Apesar de o estádio ter capacidade para 1.500 torcedores, o número de pessoas que vai circular pelo torneio, incluindo jogadoras e profissionais envolvidos na organização do evento, é de 327. Com menos ingressos vendidos, o prêmio em dinheiro do torneio foi reduzido de US$ 250.000 em 2019 para US$ 222.500. "As top 10 não vão se importar tanto com o prêmio em dinheiro aqui. Elas estão vindo apenas porque querem jogar e voltar à vida normal".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva