Notícias | Dia a dia
Muguruza: 'Quero jogar todos os torneios possíveis'
24/07/2020 às 12h29

Espanhola participou de entrevista promovida por um de seus patrocinadores

Foto: Divulgação/Caser Seguros

Madri (Espanha) - Depois de ter começado muito bem a temporada, Garbiñe Muguruza teve que encarar a longa paralisação do circuito profissional por conta da pandemia da Covid-19. Disposta a recuperar ritmo de jogo e o bom nível de tênis exibido no início do ano, a espanhola quer jogar o maior número possível de torneios quando o circuito for retomado. Ela deve retornar às quadras no WTA de Lexington, que começa no dia 10 de agosto.

"Tenho em mente jogar os torneios americanos em preparação para o US Open e depois participar da temporada de saibro que termina em Roland Garros. Quero jogar o maior número possível de torneios", disse Muguruza, em entrevista coletiva promovida pela Caser Seguros, uma de suas patrocinadoras.

Ex-número 1 do mundo e dona de dois Grand Slam, a espanhola de 26 anos foi finalista do Australian Open, parou na semi em Shenzhen e nas quartas em Doha e Dubai. Assim, recuperou posições e saltou do 35º para o 16º lugar do ranking. "A parada no circuito foi um choque. Eu estava muito motivada, porque estava me sentindo muito bem em quadra, mas tivemos que parar por motivo de força maior e agora eu quero muito voltar a jogar".

Muguruza também comentou sobre suas perspectivas para o US Open. O Grand Slam norte-americano começa em 31 de agosto, sem público nos estádios e com rígido protocolo de segurança. "Vai ser difícil, as circunstâncias não são adequadas, mas no meu caso é melhor jogar do que não. Sou uma competidora nata e gostaria de jogar. Entendo que há uma mistura de sensações".

"Se tivermos que jogar por muito tempo sem público, vamos nos acostumar, mas é uma pena, porque eu amo jogar em grandes estádios cheios, com muita emoção. Espero que pouco a pouco eles possam aumentar o número de torcedores nos clubes e estádios".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva