Notícias | Dia a dia
Nova Zelândia sonha em ter mais torneios no país
22/07/2020 às 10h54

Auckland (Nova Zelândia) - Um dos poucos lugares do mundo em que não há limitações de multidões para eventos esportivos, o que dá ao país uma vantagem única, a Nova Zelândia está interessada em capitalizar o ótimo desempenho que teve ao controlar a pandemia do coronavírus para sonhar com mais torneios de tênis.

"Existe um cenário em que podemos fornecer uma solução para as pessoas, mas há muita água para passar ainda debaixo dessa ponte. Antes de tudo, precisamos entender como pode ser o acesso, como procederíamos com as medidas de quarentena, quais seriam as restrições quando chegassem aqui", disse Karl Budge, diretor do torneio de Auckland, em entrevista ao Stuff.

“Certamente acho que existe um cenário em que poderíamos sediar torneios adicionais ou eventos maiores. Tentamos capitalizar isso no momento trabalhando com os circuitos (ATP e WTA) sobre as mudanças que podemos fazer”, observou o dirigente do evento neozelandês.

O crescente número de casos de coronavírus na Austrália é uma preocupação no momento. Melbourne está passando por uma segunda onda, com o estado de Victoria isolado do resto da Austrália. Mesmo assim a organização do Australian Open acredita que não haverá necessidade de mudança de local para 2021.

A ausência de tênis no momento causou um contratempo curioso para o dirigente do torneio de Auckland, uma vez que Budge costuma aproveitar grandes eventos para negociar com os jogadores. Ele geralmente volta de Wimbledon todos os anos sabendo quem deverá jogar em seu evento. “Será uma corrida louca quando tudo estiver mais bem definido”, disse o dirigente.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG