Notícias | Dia a dia
Com público, WTA de Palermo exige o uso de máscaras
21/07/2020 às 14h01

Torneio italiano marca a volta do circuito da WTA a partir de 3 de agosto

Foto: Arquivo

Palermo (Itália) - Torneio que irá marcar a volta das competições oficiais, o WTA de Palermo terá público nas arquibancadas, mas com um rígido protocolo de segurança. O evento, que começa no dia 3 de agosto, exige o uso de máscaras e terá fiscalização para que o distanciamento social seja cumprido. Cinco nomes do top 20 vão jogar no saibro italiano, com destaque para a número 2 Simona Halep, além de Johanna Konta, Petra Martic, Marketa Vondrousova e Maria Sakkari.

Segundo os organizadores do torneio, as máscaras serão obrigatórias até mesmo para as crianças. O público só terá acesso à quadra central, com assentos numerados. Os fãs deverão ficar pelo menos um metro separados uns dos outros, mas pessoas que morem na mesma casa podem se sentar lado a lado.

+ Volta da WTA em Palermo terá cinco top 20
+ WTA de Palermo contará com a presença de Halep
+ WTA retorna antes e tem calendário mais robusto

Antes de cada partida, será feita a higienização dos assentos e todas as áreas abertas ao público. Fiscais estarão espalhados pelo estádio para checar a temperatura dos espectadores e verificar se eles estão usando máscaras, respeitando o distanciamento e ficando nos assentos corretos. Quem apresentar temperatura corporal acima de 37,5º C será barrado.

Foram definidas ainda algumas restrições para evitar que o público fique aglomerado. Os fãs não poderão, por exemplo, se posicionar na saída das jogadoras da quadra para pegar autógrafos e tirar fotos. Protocolos de distanciamento e rotas de caminhada serão aplicadas na entrada e saída das pessoas. Também será proibido deixar roupas, bolsas ou objetos pessoais no estádio para guardar lugar. Além disso, o público só pode consumir alimentos e bebidas vendidos dentro do clube.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva