Notícias | Dia a dia
Epidemiologista diz que autoridades tapearam Djoko
14/07/2020 às 09h55

Belgrado (Sérvia) - O epidemiologista Zoran Radovanovic foi mais um que saiu em defesa do sérvio Novak Djokovic, afirmando que o atual número 1 do mundo não teve culpa alguma de tudo o que aconteceu no Adria Tour. Em entrevista para o jornal Blic, o especialista afirmou que as autoridades são as culpadas e as acusou de terem enganado o tenista.

“Foi uma ingenuidade confiar no Estado. Antes do torneio, Djokovic garantiu com as autoridades que a situação do coronavírus estava sob controle, mas não podia imaginar que o estavam enganando. Ele agiu de acordo com o conselho dos especialistas e das autoridades e eles mentiram”, afirmou o epidemiologista culpando os governos pelo surto de coronavírus no evento.

+ Wilander: 'Djokovic foi ingênuo e culpa é do governo'
+ Primeira-ministra sérvia isenta Djokovic de culpa
+ Djoko rebate os críticos e coloca US Open em dúvida
+ Pai de Thiem defende Djoko: 'Não fez nada errado'

"Queriam obter benefícios políticos através de Djokovic e não achavam que poderiam prejudicar outros jogadores ou o público. Djokovic é a nossa marca, uma das poucas coisas positivas pelas quais a Sérvia é reconhecida no mundo. Ele é um garoto jovem e inteligente que nunca teria embarcado nessa aventura se não tivesse sido enganado”, acrescentou Radovanovic.

Cumprindo as normas estabelecidas pelos governos locais na Sérvia e na Croácia, o torneio de exibição de ‘Nole’ não contou com distanciamento social ou uso massivo de máscaras. Depois de ver quatro tenistas contaminados, fora outros membros próximos como esposas e treinadores, o Adria Tour acabou cancelando as duas últimas etapas.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva