Notícias | Dia a dia
Menezes: 'Não consigo viajar para nenhum torneio'
14/07/2020 às 09h13

Itajaí (SC) - A situação do Brasil em meio a pandemia do coronavírus vem atrapalhando os tenistas para montar um calendário para o retorno do circuito. Número 1 do país, o cearense Thiago Monteiro não é o único que tenta encontrar soluções para contornar as restrições. O mineiro João Menezes é outro que encontra o mesmo problema para tentar montar um calendário.

“Liberaram o calendário dos challengers, mas não conseguimos viajar por conta das barreiras sanitárias. Não consigo viajar para nenhum torneio hoje, seja EUA ou Europa. A ATP está tentando solucionar isso, mas também existe uma possibilidade bem real de começar o calendário e não podermos viajar. Temos que ficar no aguardo”, disse Menezes.

"A intenção da ATP de travar o ranking protege quem não vai poder viajar e temos que entender que o esporte precisa ir voltando aos poucos. Se for esperar condições ideais para todo mundo voltar como era antes, será complicado. Sempre terá um lugar melhor, outro pior, um ou outro que não poderá viajar e aí ficamos na dependência da vacina e não sabemos quando vai sair”, finalizou.

Terceiro melhor do Brasil no ranking, ocupando atualmente a 185ª colocação, o mineiro de 23 anos foi um dos beneficiados pela distribuição de premiação de Wimbledon a 620 tenistas. Já em relação ao US Open, Menezes acabou ficando de fora já que o torneio eliminou a fase qualificatória, que se manteve de pé em Roland Garros, onde ele poderá competir se conseguir chegar na França.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva