Notícias | Dia a dia
Monteiro busca solução para contornar restrições
14/07/2020 às 08h51

Itajaí (SC) - Depois de faturar a melhor em desafio entre brasileiros realizado no último fim de semana no Itamirim Clube de Campo, o cearense Thiago Monteiro já planeja a volta para o circuito, mas tem muitas dúvidas. A situação do coronavírus nos EUA é uma delas e a outra é a possibilidade de realização de viagens, já que muitos países bloquearam a entrada de pessoas vindas do Brasil.

"Temos essa questão das fronteiras, a ATP está tentando providenciar autorização para ir aos Estados Unidos e Europa, mas com os casos aumentando nos EUA já não sei como proceder”, afirmou o atual 82 do mundo e número 1 do Brasil, que acabou não se inscrevendo no ATP 500 de Washington de acordo com a lista preliminar.

“Acredito que em uma semana ou duas já devem ter um posicionamento. Depende da segurança e agora com o formato do ranking divulgado, não sei se as estrelas que ajudam o torneio a acontecer estão a favor da realização do US Open. É algo que precisamos esperar, então estou na expectativa”, complementou Monteiro.

Apostando no sucesso de seus protocolos de segurança, a ATP mantém os torneios norte-americanos, mas só tomará uma decisão definitiva sobre o retorno no final de julho. Enquanto isso, o cearense fica aguardando soluções para poder ir aos Estados Unidos e competir no primeiro Grand Slam marcado após a pandemia do coronavírus.

“Pra mim seria importante disputar esses torneios por estar parado há um bom tempo. Tem a questão financeira de poder bancar a equipe, meus treinadores, preparador físico. Sem dinheiro fica complicado de manter e também montar o calendário. Tenho ainda um certo receio, não da organização do torneio, mas sim de outras coisas como abertura de fronteiras e ter ou não o que fazer quarentena”, finalizou.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG