Notícias | Dia a dia
Decisão sobre torneios nos EUA sai no fim de julho
13/07/2020 às 16h28

Por ora, volta do circuito segue marcada para o dia 14 de agosto em Washington

Foto: Arquivo

Madri (Espanha) - Um dia depois de noticiar que a ATP realizaria uma reunião de emergência para discutir o futuro dos torneios norte-americanos após o aumento no número de casos de coronavírus nos Estados Unidos, o diário espanhol Marca divulgou que a decisão sobre a realização desses eventos só sairá no final de julho. Mas até lá, a entidade confia no sucesso da "bolha de confinamento" que será montada em Nova York.

Os jogadores participaram nesta segunda-feira de uma videoconferência com representantes da ATP a respeito do retorno às competições. Por ora, a data prevista para a retomada permanece a mesma, a do dia 14 de agosto com o ATP 500 de Washington. O torneio já tem até mesmo sua lista de inscritos definida. Principal evento no país, o US Open começa em 31 de agosto.

+ NY zera mortes por coronavírus e anima US Open
+ ATP pede reunião urgente para discutir turnê nos EUA
+ Washington terá nove top 20 e nenhum brasileiro

Segundo a publicação, a ATP aposta no sucesso de seus protocolos de segurança. Para reduzir os deslocamentos dos jogadores, o Masters 1000 de Cincinnati foi excepcionalmente transferido para Nova York. Além disso, há uma série de determinações que os jogadores devem seguir, incluindo a proibição de acessar a região de Manhattan durante o torneio.

Também estão abertas as negociações com sobre os possíveis protocolos de quarentena que os tenistas teriam que realizar na Europa após o US Open. Vale lembrar que o Masters 1000 de Madri já começa no dia seguinte à final do Grand Slam nova-iorquino.

+ Casos aumentam nos EUA e 5 torneios são cancelados
+ WTA leva torneio de Washington para Lexington
+ ATP mudará cálculo do ranking no restante do ano

Ainda de acordo com o Marca, a WTA tem adotado postura semelhante. O CEO da entidade, Steve Simon, tem conversado semanalmente com as jogadoras, que também irão acompanhar a evolução no número de casos da Covid-19 nos Estados Unidos antes de anunciar uma decisão.

O circuito feminino retorna mais cedo, a partir de 3 de agosto, mas na Europa. Os primeiros torneios serão em Palermo, na Itália, e em Praga, na República Tcheca. Só então as jogadoras iriam para os Estados Unidos. Um torneio preparatório em Lexington começa em 17 de agosto. Depois, já seguiriam para Nova York.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva