Notícias | Dia a dia
Ljubicic: 'Adria Tour trouxe mais danos que benefícios'
13/07/2020 às 13h11

Belgrado (Croácia) - Além de falar sobre o pupilo Roger Federer em entrevista durante evento promocional para o LJ Sports Group, o treinador croata Ivan Ljubicic também comentou sobre o Adria Tour, série de eventos organizada pelo sérvio Novak Djokovic, que foi interrompida na metade após contaminação de vários tenistas pelo coronavírus em sua segunda etapa.

Ljubicic foi equilibrado em suas críticas, viu aspectos positivos e negativos no evento. “O Adria Tour não foi uma má ideia, mas está claro que as coisas tinham que ser feitas de maneira diferente. A falta de atenção e indisciplina, o descuido nas indicações e os atos realizados fora do tênis foram decisivos para a coisa terminar como terminou”, observou.

+ 'Federer não persegue recorde de Slam', diz Ljubicic
+ ATP pede reunião urgente para discutir turnê nos EUA
+ NY zera mortes por coronavírus e anima US Open

“No final, foram mais os danos do que os benefícios. Todos aprenderam com esse erro e sabem como não precisam agir pela próxima vez. O vírus é um adversário que não dorme”, complementou o treinador de Federer, que também se mostrou reticente sobre a volta do circuito nos Estados Unidos.

O croata falou ter dúvidas sobre o retorno marcado para 14 de agosto em Washington. “Tiafoe deu positivo alguns dias atrás e será muito difícil que possam jogar. Ainda sabemos muito pouco sobre esse vírus, como ele se comporta ou se se torna mais perigoso ao longo dos meses. Há um milhão de coisas que ainda não sabemos e por isso temos que ter mais cuidado e disciplina”, analisou Ljubicic.

“Como o tênis retornará? Ainda não sei. Não estou tranquilo, ainda mais vendo como está a situação nos Estados Unidos. É muito arriscado para os tenistas e os funcionários dos torneios que as competições sejam retomadas em um mês. Vamos ver como a situação evolui, embora eu não esteja nem um pouco otimista”, finalizou o técnico.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva