Notícias | Dia a dia
Thiem defende Djokovic e diz que ataques são baratos
07/07/2020 às 11h19

Kitzbuhel (Áustria) - A lista dos defensores do sérvio Novak Djokovic ganhou mais um nome de peso. Agora foi a vez do austríaco Dominic Thiem sair em defesa do atual número 1 do mundo depois de todo o ocorrido no Adria Tour, que teve suas duas últimas etapas canceladas depois da contaminação de quatro tenistas participantes.

Segundo informa o Sportklub, o terceiro colocado no ranking é contra jogar a culpa no colo do sérvio, pois o tenista organizou o torneio segundo as normas sanitárias do país. “Não está claro por que estão atacando Djokovic tanto. Ele não violou nenhuma lei. Isso deve ser claramente afirmado”, falou Thiem, que nesta semana organiza um evento no saibro de Kitzbuhel.

“Eu estive em Nice e vi fotos de outras cidades, a situação não é diferente de Belgrado. Mas eles querem atacar Novak e isso é barato”, disparou o austríaco, concordando em certo ponto com o que disse Janko Tipsarevic, que acusou a mídia de tratar ‘Nole' desonestamente.

Thiem também comentou o caso do alemão Alexander Zverev, que depois do ocorrido no torneio de Djokovic prometeu cumprir auto isolamento de 14 dias, mas no fim de semana seguinte foi flagrado em uma festa em Monte Carlo. A quebra da quarentena foi criticada principalmente pelo australiano Nick Kyrgios, mas para o austríaco foi um exagero.

“É claro que ele cometeu um erro, mas não entendo por que todo mundo tem que interferir e comentar”, analisou o número 3 do mundo, que em contrapartida falou que Zverev precisa arcar com as responsabilidades das decisões que toma. “Eles o tratam como um menino, mas ele é um homem crescido de 23 anos”, encerrou Thiem.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva