Notícias | Dia a dia
Ministra que acusou Nadal de doping volta ao governo
07/07/2020 às 09h24

Paris (França) - Ex-ministra francesa do esporte, Roselyne Bachelot foi condenada por ter acusado o espanhol Rafael Nadal de doping em 2016. Quatro anos depois da polêmica, ela retornará ao governo francês e agora será a ministra da cultura do governo de Emmanuel Macron, segundo informa o AS.

Em março de 2016, em um programa de televisão, Bachelot foi questionada sobre o teste positivo da russa Maria Sharapova, que foi pega no Australian Open daquele ano com meldonium. Ela acusou o mundo do tênis de não ser transparente na luta contra o doping, uma vez que estava convencida de que Nadal estava se dopando.

+ Tio Toni rebate acusações de doping de Nadal
+ Ex-ministra não se arrepende de declaração sobre Nadal

"Não divulgam os controles positivos, simplesmente descobrimos que de repente um jogador tem uma lesão e fica longe das quadras por meses. Sabemos mais ou menos que a famosa lesão de Rafael Nadal que o manteve sete meses sem competição (entre 2012 e 2013) deveu-se certamente a um controle positivo ", afirmou a nova ministra francesa da cultura.

Ministra dos esportes do presidente Nicolas Sarkozy entre 2007 e 2010 foi, Bachelot foi condenada a pagar 10 mil euros a Nadal, depois que espanhol apresentou uma queixa contra ela, alegando estar cansado das suspeitas de doping lançadas contra ele na França. Depois que a sentença foi proferida, o tenista garantiu que iria doar o dinheiro para fins sociais.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva