Notícias | Dia a dia
Raonic trabalha duro no físico e na devolução
04/07/2020 às 13h10

Raonic aproveitou a longa parada do circuito para se preparar fisicamente

Foto: Arquivo

Montréal (Canadá) - Milos Raonic aproveitou muito bem a longa parada do circuito. Suas metas foram recuperar ao máximo a forma física e trabalhar muito num aspecto que considera fraco, a devolução de saque. Aos 29 anos, o ex-top 10 do ranking planeja retomar as competições já em Washington, a partir do dia 14 de agosto, e emendar a participação em Cincinnati e no US Open.

"Teremos dois Slam e três Masters em oito semanas, um espaço curto de tempo, então estar muito bem preparado fisicamente é o primeiro ponto importante", afirmou ele em entrevista ao TSN. "Nesses últimos quatro meses, não fiquei parado. Me foquei muito na parte física, até porque ninguém sabia quando o tênis iria voltar".

Ele diz que agora, com data marcada para o circuito retornar, ele passou a investir na parte técnica e uma das coisas em que mais tem trabalhado é na devolução. "Quero ser diferente em quadra", avalia. "Tenho uma boa envergadura, porém acho que preciso cortar mais o ângulo do sacador, especialmente quando a bola vem aberta no lado do 'iguais' ou num saque alto no lado da vantagem. Trabalhei então em diminuir esse espaço".

Com uma carreira repleta de contusões e paradas forçadas, Raonic diz que ter o fisioterapeuta a seu lado se tornou essencial. "Ele sabe que tipo de remédio ou tratamento são mais efetivos para mim, ele conhece meu corpo. Ao longo de um Slam, passo duas horas pelo menos com o fisio diariamente".

Ele contou que foi convidado para participar do Adria Tour de Novak Djokovic, mas não quis viajar para a Europa. "Depois, quando vi os jogos, não me senti muito confortável com aquilo tudo, especialmente os eventos promocionais". Ele acredita que as medidas adotadas pelo US Open surtirão efeito. "Somos todos atletas profissionais e saberemos nos cuidar".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva