Notícias | Dia a dia
Djokovic doa 50 mil euros a cidade afetada pelo vírus
01/07/2020 às 19h21

Belgrado (Sérvia) - Diagnosticado com a Covid-19 e cumprindo um período de isolamento, Novak Djokovic destinou recursos a uma das regiões mais afetadas pela pandemia na Sérvia. Segundo o portal Sportklub, Djokovic doou 5 milhões de dinares para a cidade de Novi Pazar, um epicentros da doença no país e que vem enfrentando aumento no número de casos. Já foi declarado um estado emergência na cidade. O valor da doação, em moeda local, é estimado em 50 mil euros.

Djokovic foi diagnosticado com coronavírus depois de promover dois torneios, em Belgrado e na cidade croata de Zadar. Os eventos foram muito criticados por contar com público nos estádios e ter poucos os protocolos de distanciamento. Na ocasião, o sérvio prometeu que destinaria recursos para o combate ao coronavírus nas duas cidades.

+ Djokovic faz importante doação a hospital na Itália
+ Djokovic faz uma mais uma enorme doação na Sérvia
+ Em conversa com Guga, Djoko manda apoio ao Brasil

Durante a pandemia, o atual número 1 do mundo também já fez doações em dinheiro para hospitais na Sérvia, Espanha e Itália. Até mesmo no Brasil, ele se uniu à campanha Vencendo Juntos, que tem Gustavo Kuerten entre os embaixadores.

Sérvio promoveu evento polêmico
No entanto, a imagem pública de Djokovic acabou se desgastando muito nas últimas semanas, especialmente depois da polêmica realização do Adria Tour. A série de torneios, que passaria por quatro países na região dos Bálcãs, foi bastante criticada pela falta de segurança e por uma série de eventos extra-quadra, como festas, jantares, clínicas com crianças e jogos de futebol e basquete. As etapas previstas para Montenegro e Bósnia e Herzegovina foram canceladas.

+ Primeira-ministra sérvia isenta Djokovic de culpa
+ Djokovic admite o erro em promover aglomerações
+ Torneio de Djokovic não tem máscara, nem restrições

Djokovic e sua esposa, Jelena, foram diagnosticados com coronavírus após a etapa de Zadar do torneio. Outros três jogadores foram contaminados, Grigor Dimitrov, Borna Coric e Viktor Troicki. Na equipe de Djokovic, o técnico Goran Ivanisevic e o preparador físico Marko Paniki também contraíram a doença. Também se infectaram a esposa de Troicki, Alexandra, e o técnico de Dimitrov, Christian Groh.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva