Notícias | Dia a dia
Ex-técnico de Feijão é suspenso por até cinco anos
30/06/2020 às 18h33

Pertti Vesantera foi técnico de João Souza, o Feijão.

Foto: Fotojump

Londres (Inglaterra) - A Tennis Integrity Unity anunciou nesta terça-feira uma punição severa para o técnico brasileiro Pertti Vesantera. Ele ficará afastado do tênis por até cinco anos e multado em US$ 15 mil após ser considerado culpado em uma série de casos de corrupção no esporte, como prática de apostas e facilitar o contato com apostadores.

De acordo com a TIU, o pagamento da multa deve ser feito após o terceiro ano de suspensão. Ele também pode reduzir essa pena para três anos desde que não viole nenhuma norma do programa anticorrupção do tênis nesse período.

+ Feijão é banido do tênis por manipular resultados
+ Diego Matos é banido e multado em US$ 125 mil
+ TIU revela aumento no número de partidas suspeitas

As investigações da TIU mostram que Vesantera realizou 184 apostas online em partidas de tênis entre 3 de janeiro e 6 de março de 2019, além de facilitar o contato com apostadores. Segundo a entidade, ele criou uma conta bancária em seu nome para realizar depósitos em nome de terceiros. O técnico também não reportou às autoridades as tentativas de manipulação de resultados das quais tinha conhecimento e tampouco colaborou com as investigações da TIU.

Vesantera, de 38 anos, chegou a disputar alguns torneios profissionais em 2005, mas seu tempo como jogador foi muito breve e ele logo passou a se dedicar à carreira de técnico. Ele trabalhou em academias no interior paulista, em cidades como São José dos Campos e Mogi das Cruzes e chegou a ser técnico de João Souza, o Feijão. O tenista de 31 anos foi banido do esporte em janeiro por envolvimento com corrupção e manipulação de resultados. Segundo o blog Saque e Voleio, do jornalista Alexandre Cossenza, Vesantera era o técnico de Feijão no período investigação pela TIU.

A audiência disciplinar contra Vesantera foi realizada por videoconferência em 10 de junho deste ano e julgada pelo auditor independente Richard McLaren. Com a sentença, o treinador não pode comparecer a nenhum torneio oficial de tênis nos próximos três anos, podendo ficar até cinco anos longe de qualquer competição autorizada ou sancionada pelos órgãos dirigentes do esporte.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva