Notícias | Dia a dia
Pospisil afirma que maioria não queria o US Open
24/06/2020 às 15h06

Toronto (Canadá) - Um dos representantes dos jogadores no conselho, o canadense Vasek Pospisil falou um pouco sobre o futuro do circuito da ATP, que tem volta marcada para o dia 14 de agosto em Washington. Ele voltou a comentar as incertezas e garantiu que a maioria dos tenistas não era a favor da disputa do US Open, marcado para acontecer entre 31 de agosto e 13 de setembro.

“Existem muitos problemas e muitas perguntas e preocupações. É claro que muitos jogadores estão extremamente preocupados. O consenso geral era que a maioria dos tenistas não era a favor e não queria jogar”, afirmou o canadense, que completou 30 anos na última terça-feira, em conversa no podcast Over Drive.

Pospisil também destacou questões importantes que ainda não foram definidas como a locomoção dos atletas. "Há a situação na América do Sul, que é ainda muito complicada, e pode dificultar que os atletas de lá estejam em Nova York. São questões que precisam ser enfrentadas e respondidas”, disse o canadense.

Depois da série de testes positivos para coronavírus no torneio organizado pelo sérvio Novak Djokovic, o canadense acredita que o ocorrido possa atrapalhar a volta do circuito. “O resultado não é dos melhores e com certeza coloca os próximos eventos em um lugar realmente difícil. Talvez esse seja até o fim da temporada”, encerrou o nada otimista Pospisil.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva