Notícias | Dia a dia
Ivanisevic: 'Me incomoda sermos os únicos culpados'
24/06/2020 às 14h32

Zadar (Croácia) - Treinador do sérvio Novak Djokovic e um dos nomes por trás da etapa de Zadar do Adria Tour, o croata Goran Ivanisevic saiu em defesa não apenas do pupilo, mas também da organização, garantindo que foram respeitadas as normas impostas pelas autoridades sanitárias do país. Ele também reclamou de um excesso de pressão em cima dos envolvidos na competição.

“Nós nos sentimos responsáveis, isso foi uma coisa muito séria e sinto muito por todos os infectados, mas algumas coisas não podem ser influenciadas dessa maneira. A única coisa que me incomoda é que falam como se fossemos os principais culpados e as pessoas estão pegando muito pesado”, afirmou Ivanisevic em entrevista à RTL.

O técnico do número 1 do mundo também falou sobre o atual momento de seu pupilo, que testou positivo para o coronavírus e vai se recuperando em casa, em Belgrado. “Todos sabemos que não está sendo fácil para Novak. Se olharmos as circunstâncias, ele está bem e vai conseguir superar tudo isso porque é forte”, observou o campeão de Wimbledon em 2001.

Questionado sobre a falta de exames, o croata defendeu a organização do Adria Tour. “Não fizemos porque não havia necessidade, foi o que o ministro da saúde Vili Beros disse. Ninguém tinha sintomas”, declarou Ivanisevic, que contou ter testado negativo em dois exames, um na segunda-feira e outro na quarta, esperando ainda realizar mais um no sábado.

Ivanisevic ainda explicou o porquê de Djokovic só ter feito exame após voltar para a Sérvia. “No dia em que tudo aconteceu, por recomendação das autoridades, nos disseram que todos os jogadores poderiam ser avaliados em seus países de origem. Então Novak decidiu ir para Belgrado. Os demais foram fazer os exames por conta própria”.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva