Notícias | Top Spin
Ashe terá sua vida transformada em filme
22/06/2020 às 15h12

Nova York (EUA) – A vida de Arhur Ashe, ex-número 1 do mundo e primeiro afro-americano a vencer Wimbledon, o Aberto dos EUA e o Aberto da Austrália, vai virar filme. Falecido em 1993, Ashe também chamou a atenção por seu trabalho como ativista dos direitos civis. O filme é uma produção do Hyde Park Entertainment Group e Warner Music Group.

"O legado de Arthur vai muito além de sua grandeza como tenista. Sempre um cavalheiro, ousado, gracioso e intelectual; embora ao mesmo tempo apaixonado por sua luta contra a desigualdade e a injustiça raciais. É uma honra trazer a história de Ashe para a tela", afirmou Ashok Amritraj, dirigente do Hyde Park.

Quando Ashe conquistou o US Open, em 1968, ele o fez no contexto dos assassinatos de Robert Kennedy e Martin Luther King Jr, dos protestos contra a guerra no Vietnã, dos movimentos pelos direitos civis. Ashe também lutou contra o apartheid da África do Sul, uma forma de segregação racial.

Mais tarde, Ashe se tornou ativista também na luta contra a Aids, nos anos 1980. Ele contraiu a doença através de uma série de transfusões de sangue relacionadas à uma cirurgia cardíaca que realizou. Ashe morreu em 1993, de pneumonia relacionada à Aids, aos 49 anos.

A música da época de Ashe terá papel significativo no filme. O Warner Music Group está trabalhando para garantir os direitos das músicas. Alguns dos artistas em destaque são Aretha Franklin, Prince e Curtis Mayfield.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva