Notícias | Dia a dia
De Minaur aprendeu muito com derrota para Nadal
20/06/2020 às 14h59

Sydney (Austrália) - Melhor australiano da atualidade, Alex de Minaur começou a temporada com duas vitórias importantes na ATP Cup, derrubando o alemão Alexander Zverev e o canadense Denis Shapovalov, mas depois perdeu seu jogo de simples nas quartas de final contra o britânico Daniel Evans e na semi foi superado pelo espanhol Rafael Nadal.

Para piorar, ele precisou desistir do Australian Open por causa de uma lesão abdominal, voltando apenas no ATP 500 de Acapulco, com uma derrota logo na estreia para o sérvio Miomir Kecmanovic. Ainda esperando pelo retorno do circuito, marcado para 14 de agosto, De Minaur relembrou a derrota para Nadal e disse ter aprendido bastante com ela.

“Foi uma das partidas em que deixei a quadra mais triste. Consegui deixar o então número 1 do mundo nas cordas naquele momento e sinto que deixei o jogo escapar por pequenos detalhes. Apesar da derrota, aprendi muitas coisas com aquela partida e tirei algumas lições”, comentou o australiano em entrevista ao jornal The Age.

De Minaur chegou a vencer o primeiro set contra o canhoto de Mallorca, perdeu o segundo no detalhe e depois acabou levando a virada. “Sempre acho que você precisa ver o lado positivo das coisas. Mostrei muitas coisas sobre mim que muitas pessoas não sabiam. Terei novas oportunidades de vencer os melhores jogadores do circuito", acrescentou.

Ao falar sobre a lesão que o tirou do primeiro Grand Slam do ano, o australiano lamentou não apenas sua impossibilidade de disputar um torneio tão importante, mas também de não aproveitar a boa fase. “Significou muito para mim, estava em um dos melhores momentos da minha carreira e tinha grandes expectativas para o Australian Open”, contou o atual 26 do mundo.

“Havia trabalhado muito na pré-temporada para poder dar o meu melhor para os fãs australianos, mas infelizmente não consegui fazê-lo. Não pude estar presente em um dos melhores eventos de tênis da temporada. Já estou ansioso para jogar a edição do próximo ano”, finalizou o tenista de 21 anos.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva