Notícias | Dia a dia
'Torneio de Wuhan seria muito simbólico', diz dirigente
20/06/2020 às 13h50

Wuhan (China) - A realização do Premier de Wuhan ainda neste ano pode enviar uma mensagem poderosa sobre a recuperação da cidade contra o coronavírus, tendo um impacto que vai além do tênis. Pelo menos é nisso que acredita a codiretora do torneio Brenda Perry.

Em entrevista à AFP, a dirigente do torneio chinês avisou que a competição não irá acontecer se as jogadoras estrangeiras não puderem comparecer e que uma decisão final será tomada no início de agosto.

"Estou emocionada por todos os meus colegas e amigos em Wuhan e pelo que isso significa para a cidade e as pessoas da cidade. É imensamente simbólico superar um momento imensamente desafiador”, afirmou Perry.

A cidade chinesa central foi o epicentro original da pandemia e quase 4.000 pessoas morreram da doença antes de se espalhar pelo mundo. De acordo com o novo calendário da WTA, o evento está agora marcado para acontecer entre os dias 19 e 25 de outubro.

“Wuhan passou pelo que me pareceu um dos mais rigorosos bloqueios do mundo”, afirmou a codiretora do torneio em entrevista pelo telefone dada desde Auckland, na Nova Zelândia. "Por isso, realizar um evento internacional de tênis seria incrível para o moral, mostrando ao mundo o excelente trabalho que fizeram na recuperação”, completou.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva