Notícias | Dia a dia
Árbitro venezuelano é suspenso por 2 anos e meio
19/06/2020 às 16h22

Londres (Inglaterra) - A Tennis Integrity Unit (TIU) determinou a suspensão do árbitro venezuelano Armando Alfonso Belardi Gonzalez. Ele ficará afastado do circuito profissional por dois anos e seis meses. O árbitro ainda pagará uma multa de mil dólares, mas o valor pode subir para US$ 5 mil se ele voltar a violar o Programa Anticorrupção do Tênis nesse período.

O auditor independente Richard McLaren impôs a sanção disciplinar após uma investigação da TIU evidenciar que o ábitro não relatou às autoridades duas tentativas de suborno que recebeu em 2018. Ainda que o ato não tenha sido consumado, jogadores e árbitros são obrigados a denunciar esse tipo de caso à TIU.

Segundo o relatório da entidade, González recebeu duas ofertas para manipular os horários em que o placar ao vivo seria inserido em seu dispositivo móvel (PDA) durante partidas em que ele estava escalado. Essa prática serviria para que alguns grupos de apostadores tivessem informações privilegiadas. Além disso, a TIU informou que o árbitro não colaborou totalmente com as investigações.

González tem 40 anos é a árbitro da categoria Bronze Badge desde março de 2013. Como resultado da sanção imposta, e com efeitos a partir de 18 de junho de 2020, ele está proibido de arbitrar ou até mesmo de comparecer a qualquer evento de tênis autorizado ou sancionado pelos entidades oficiais durante o período que estiver suspenso.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio