Notícias | Dia a dia
Pai de Djokovic diz que tempo de Federer já acabou
19/06/2020 às 09h09

Belgrado (Sérvia) - Mais uma vez Srdjan Djokovic resolveu disparar contra Roger Federer e desta vez o pai do sérvio Novak Djokovic não poupou em nada o suíço. Em entrevista ao Sportklub, ele afirmou que o tenista da Basileia não tem nível para ser comparado com o filho e ainda garantiu que só continua jogando porque não aceita que será superado.

“Roger não será o melhor da história, é por isso que cultiva tanta inimizade em relação ao meu filho. Ele é o típico suíço frio, um grande rival do meu filho e também campeão, mas não é bom o suficiente para ser comparado ao Novak”, afirmou o pai do sérvio.

Embora reconheça que haja um respeito mútuo cultivado entre ‘Nole’ e o suíço, ele acredita que Federer só continue jogando por não suportar ser superado pelo seu filho e pelo espanhol Rafael Nadal, justificando assim seguir jogando apesar dos 39 anos que irá completar em agosto.

“Por que você acha que ele ainda joga aos 40 anos? Ele não pode aceitar o fato de que Novak e Nadal serão melhores que ele. Seu tempo acabou, vá para casa, crie seus filhos, vá esquiar, fazer alguma coisa. Tênis não é tudo na vida, é apenas um hobby para o meu filho”, cutucou o patriarca da família Djokovic.

Mas quando o assunto é o filho, os elogios veem em profusão. “Novak é uma compilação das melhores qualidades de sua mãe e minhas. Todas as nossas virtudes estão unidas nele, enquanto os defeitos permaneceram em nossas almas”, afirmou Srdjan.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva