Notícias | Dia a dia
Djokovic é a favor de jogos com torcida na Sérvia
12/06/2020 às 19h22

Primeiro dia de exibições em Belgrado contou com grande público no estádio

Foto: Divulgação

Belgrado (Sérvia) - Em meio a um período de flexibilização nas regras de isolamento na Europa, Novak Djokovic defendeu a ideia da realização de jogos com presença de público em seu país. O número 1 do mundo entende que a Sérvia "tem números melhores" em comparação com outros países em relação às infecções por coronavírus. Nesta sexta-feira, a capital Belgrado foi palco do primeiro dia da série de exibições Adria Tour, com público nas arquibancadas.

"Temos circunstâncias e medidas diferentes, por isso é muito difícil pensar em padrões internacionais", disse Djokovic à agência Associated Press. Números oficiais da a Sérvia mostra que o país registrou mais de 12 mil casos de Covid-19 e 252 mortes, embora os números tenham aumentado desde que o governo suspendeu a maioria das restrições de isolamento no mês passado.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Adria Tour (@adriatourofficial) em

"Podem nos criticar e dizer que isso talvez seja perigoso, mas não cabe a mim decidir sobre o que é certo ou errado para a saúde", disse acrescenta o sérvio, que é um dos promotores da série de exibições por países na região dos Bálcãs. "Estamos seguindo as orientações do governo sérvio e esperamos voltar em breve ao circuito".

"É claro que vidas foram perdidas e isso é horrível de ver, na região e no mundo. Mas a vida continua, e nós, como atletas, estamos ansiosos para competir", complementou o jogador de 33 anos e atual líder do ranking mundial.

Nesta sexta-feira. Djokovic fez um set de duplas mistas ao lado da ex-número 1 Jelena Jankovic e venceu Nenad Zimonjic e Olga Danilovic por 7/6 (8-6). No sábado, ele começa a disputa do torneio amistoso. Ele jogará contra os compatriotas Viktor Troicki e Filip Krajinovic. O alemão Alexander Zverev também está no mesmo grupo que eles. Nomes como Dominic Thiem e Grigor Dimitrov estão na outra chave.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva