Notícias | Dia a dia
Façanha de Seles em Roland Garros completa 30 anos
09/06/2020 às 15h44

Campeã de Roland Garros aos 16 anos, ela é a vencedora mais jovem do torneio

Foto: Arquivo
por Mário Sérgio Cruz

Há exatas três décadas, Monica Seles conseguia uma incrível façanha em um Grand Slam. A jogadora nascida na antiga Iugoslávia e naturalizada norte-americana conquistou o título de Roland Garros de 1990 com apenas 16 anos e 190 dias, tornando-se a mais jovem campeã da história do Grand Slam francês. Ela venceu a alemã Steffi Graf na final por 7/6 (8-6) e 6/4.

Seles também seria campeã em Paris nos anos de 1991 e 1992. Ela terminaria sua carreira com nove títulos de Grand Slam, já que venceu quatro vezes o Australian Open e duas vezes o US Open. Seu melhor resultado em Wimbledon foi um vice-campeonato. Canhota para sacar, Seles executava forehand e backhand com as duas mãos. Ela liderou o ranking por 178 semanas e ganhou 53 títulos na carreira.

Até hoje, Seles é a mais jovem campeã de Roland Garros e uma das mais novas em Grand Slam. O recorde é de Martina Hingis, que venceu o Australian Open de 1997 aos 16 anos e 105 dias. Também em 1997, Hingis se tornou a mais jovem campeã de Wimbledon, aos 16 anos e 280 dias. Já no US Open, o feito é de Tracy Austin, com 16 anos e 271 dias na edição de 1979.

Então número 1 do mundo, Seles sofreu atendado 
A carreira de Seles poderia ter sido ainda mais longa e vitoriosa se não fosse prejudicada por um dos episódios mais tristes da história do tênis. Em 30 de abril de 1993, a então número 1 do mundo sofreu um atentado em quadra. Ela vencia a búlgara Magdalena Maleeva por 6/4 e 4/3 pelas quartas de final do torneio de Hamburgo, quando foi atingida por uma facada de um espectador alemão.

Identificado como Gunther Parche, então com 38 anos, o agressor de Monica Seles era um torcedor fanático da rival Steffi Graf e não aceitava o fato de ver sua jogadora favorita perder o domínio do circuito. Graf acabou conquistando os quatro Grand Slam subsequentes ao atentado, em série iniciada no torneio de Roland Garros de 1993 e encerrada pelo Australian Open do ano seguinte. No entanto, foi decidido que as duas jogadoras dividiriam a liderança do ranking.

A volta de Monica Seles às quadras aconteceria apenas no segundo semestre de 1995. No ano seguinte, conquistou na Austrália seu último título de Grand Slam em simples. Ela americana ainda chegaria à final de Roland Garros em 1998, mas ficou com o vice-campeonato depois de ser superada pela espanhola Arantxa Sanchez Vicário. Sua última competição como profissional aconteceria em 2003.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva