Notícias | Dia a dia
Mais de 350 podem ficar de fora do US Open
08/06/2020 às 13h36

Nova York (EUA) - O protocolo de segurança proposto pela organização do US Open, que pretende reduzir equipes e deslocamentos, pode afetar não apenas as equipes dos tenistas, reduzidas a apenas um integrante por jogador, mas também deve diminuir bastante a participação de jogadores na competição com o fim do quali e a redução das duplas.

Segundo levantamento feito pelo jornal Marca, a supressão do classificatório afetaria diretamente a participação de 256 profissionais. Da mesma forma, a redução das chaves de duplas, masculina e feminina, saindo de 64 parcerias para apenas 24, deixaria ainda menor o número de jogadores, podendo atingir um número superior a 350 tenistas.

A proposta da USTA, organizadora do Grand Slam norte-americano, tem dividido os atletas. O sérvio Novak Djokovic se mostrou contra, defendendo que levar apenas um treinador é pouco. Já o britânico Daniel Evans rebateu duramente o número 1 do mundo e afirmou que a realidade da maior parte dos tenistas é ter apenas um técnico ou nem isso.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva