Notícias | Top Spin
Há 67 anos tênis perdia o genial e controverso Tilden
05/06/2020 às 17h04

Los Angeles (EUA) - Técnico preferido entre as estrelas de Hollywood, um campeão de rara qualidade técnica mas com vida conturbada por escândalos sexuais. Há 67 anos, o tênis perdia uma de suas maiores estrelas e talvez pouca gente saiba da importância que Bill Tilden teve na popularização do esporte em seu país.

Um artigo publicado pelo Eurosport, assinado por Hardik Vyas, relembra “Big Bill”, como ele era conhecido em sua época. William Tatem Tilden Junior nasceu em família rica, em 10 de fevereiro de 1893, na Filadélfia. Mostrou habilidade para o tênis desde a infância, quando passava o verão com a família nas montanhas Catskill, no estado de Nova York. 

Tendo perdido os pais e o irmão mais velho aos 22 anos, o tênis tornou-se a principal forma de lidar com a tragédia. Em 1920, Tilden foi o primeiro americano a conquistar o torneio de simples de Wimbledon, em 1920 (ganhou também em 1921 e 1930) e conseguiu a proeza de ganhar todos os Grand Slam que disputou durante seis anos, inclusive com seis títulos consecutivos do US Open (1920 a 1925, veja a conquista de 1925). Ele ainda ganhou o Grand Slam americano em 1929. Foi duas vezes vice-campeão em Roland Garros, em 1927 e 1930. Também disputou as duplas, tendo sido tricampeão do US Open (1918, 1922, 1923) e campeão de Wimbledon em 1927. Disputou sua primeira partida profissional em 1931 (veja o vídeo).

Tilden também liderou sua equipe em sete vitórias na Copa Davis, frequentemente dividindo as páginas do noticiário esportivo com outras lendas do esporte americano como o beisebolista Babe Ruth, o golfista Bobby Jones e o boxeador Jack Dempsey. "Jogar por ele próprio, por seu país, para a posteridade, ele foi invencível. Tilden simplesmente era o tênis na mente do público", destacou Frank Deford em sua biografia chamada “Big Bill Tilden: The Triumphs and The Tragedy”. O manual de instrução que publicou, chamado "Match Play and the Spin of the Ball" analisou a teoria do tênis como nunca antes havia sido feito.  



Mas o jogador que era a personificação do tênis em sua época também foi muito criticado por sua vida fora das quadras. Tilden era abertamente gay e teve sua reputação destruída em 1946, quando estava com 53 anos e foi acusado de sair com um garoto de 14. Ele cumpriu sete meses e meio de prisão, mas foi preso novamente em janeiro de 1949, depois de dar carona a um rapaz de 16 anos.

Solto em dezembro de 1949, pesquisa da agência de notícias Associated Press nomeou Tilden como o maior tenista da primeira metade do século 20, mas isso não evitou sua ruína pessoal e financeira. Foi banido de vários torneios e clubes e destruiu sua fortuna produzindo espetáculos de pouco sucesso na Broadway. Quando morreu em Los Angeles, de ataque cardíaco e isolado, Tilden estava se preparando para jogar um torneio nacional profissional em Cleveland.

Veja as fotos
Comentários
Loja - livros
Suzana Silva