Notícias | Dia a dia
Acusação diz ter provas da agressão de Basilashvili
05/06/2020 às 12h58

Tbilisi (Georgia) - Depois de alegar inocência na acusação de agressão à ex-esposa Neli Dorokashvili, o georgiano Nikoloz Basilashvili viu a acusação garantir ter provas de que o tenista realmente é culpado. Enquanto o julgamento não acontece, o atleta de 28 anos aguarda em liberdade após pagar fiança de 100 mil laris (aproximadamente R$ 165 mil).

A advogada de Dorokashvili diz que há evidências para apoiar suas reivindicações. "Há pessoas que testemunham seu relacionamento. Existem alguns registros de vídeo e áudio. Também há transcrições, há diálogos de mensagens de texto por telefone e assim por diante", contou Ana Abashidze à CNN.

"Infelizmente a mídia cobriu a questão de forma injusta e a grande maioria da população da Geórgia apoiou Basilashvili, não por causa dos aspectos do caso, apenas por causa da reputação de Basilashvili e por causa de seu sexo. Mas ainda estamos tentando fazer o possível para defender uma jovem que é moralmente julgada pela comunidade georgiana", acrescentou a advogada.

Nem Basilashvili nem seu representante legal responderam ao pedido de comentário da CNN. Em uma postagem no Facebook em 28 de maio, a advogada de Basilashvili, Irma Chkadua, disse que os advogados não mais responderão aos jornalistas. A ATP também não respondeu a um pedido de comentário quando contatada.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva