Notícias | Dia a dia
Safin: 'Ríos foi o mais técnico que vi depois de Federer'
04/06/2020 às 11h05

Moscou (Rússia) - Aproveitando o tempo vago em período de pandemia e confinamento social, Marat Safin relembrou alguns nomes de sua época e destacou o do chileno Marcelo Ríos, que chegou a liderar o ranking da ATP, mas nunca ganhou um Grand Slam. Para o russo, a habilidade mostrada pelo rival foi das melhores que viu em toda a carreira.

“Ríos é o tenista com a melhor técnica que vi depois de (Roger) Federer. Era incrível a mão que ele tinha e como antecipava a bola. Eu o admirava bastante e acho que ele poderia ser o número 1 por muito tempo porque tinha um nível sobre-humano de tênis”, disse Safin em ‘live’ no Instagram.

“Mas ele era muito frágil da cabeça e não tinha um saque muito bom. Aquelas duas coisas foram seus piores pesadelos”, complementou o russo, que enfrentou Ríos quatro vezes no circuito e tem um retrospecto positivo contra o chileno, com três vitórias e só uma derrota.

O ex-número 1 do mundo também deu sua opinião sobre outro chileno de destaque, Fernando González. "Tinha melhor direita do mundo, mas seu backhand era terrível", comentou o russo, que ainda falou sobre outro sul-americano, o argentino David Nalbandian.

"É um mistério que ele não ganhou um Grand Slam", observou Safin, dizendo não entender como o argentino não conseguiu conquistar coisas maiores na carreira. Nalbandian faturou 11 títulos no circuito, com destaque para dois Masters 1000 e um ATP Finals. Ele só fez uma final de Slam e foi vice em Wimbledon 2002.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva