Notícias | Dia a dia
Simon: 'Já joguei muito sem público, vou sobreviver'
01/06/2020 às 12h57

Paris (França) - Um dos pontos mais discutidos pelos tenistas na eventual volta do circuito é a realização de partidas sem torcida. Muitos se posicionaram contra a ausência de público nas arquibancadas, mas para o francês Gilles Simon isso não seria um problema. Em entrevista ao site Tennis Break News, ele inclusive ironizou a situação.

“Sou tenista e já tive oportunidade de jogar em grandes ambientes, como na quadra central de Roland Garros completamente cheia, mas já disputei muitas partidas com pouco público nas arquibancadas. Em qualquer dos casos, eu vou sobreviver”, afirmou o tenista de 35 anos e atual 54 do mundo.

“A realidade é diferente quando você fala do ‘Big Four’, que joga sistematicamente nas quadras centrais. Em Roland Garros, por exemplo, na maioria das vezes as arquibancadas estão longe de ficarem cheias”, complementou Simon.

O veterano francês também cobrou melhorias no circuito e falou que esse momento de paralisação tem ajudado na mobilização dos jogadores. “Gostei que durante estes meses sem tênis chegamos à conclusão que as entidades que regulam a modalidade tendem a estabelecer alianças apenas temporárias”, disparou.

“Todos fazem o que acham melhor. A ATP não representa os jogadores, é falso que isso seja uma realidade”, finalizou o ex-número 6 do mundo, que soma 487 vitórias no circuito e 14 títulos, o mais recente deles em 2018 no ATP de Metz.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva