Notícias | Dia a dia
Presidente da WTA diz que sem vacina é difícil voltar
30/05/2020 às 13h50

Buenos Aires (Argentina) - Uma das divisões no circuito atualmente é entre os otimistas e os pessimistas quanto ao retorno do tênis depois da pandemia do coronavírus. Presidente da WTA, a norte-americana Micky Lawler mostrou estar do lado daqueles que enxergam muitos entreves para um retorno mais rápido.

“É muito difícil jogar e viajar se não tivermos uma vacina”, afirmou Lawler em entrevista no programa de tênis da Radio La Red, na Argentina. Ela também não acredita que o US Open será disputado em 2020.

Por enquanto o circuito está suspenso até o dia 31 de julho, mas até a próxima segunda-feira deverá sair uma definição sobre os torneios de agosto que servem de preparação para o Grand Slam norte-americano. A decisão sobre a disputa ou não do US Open não deverá acontecer ao mesmo tempo, mas também deve acontecer nos próximos dias.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva