Notícias | Dia a dia
Rusedski discorda de Federer sobre jogar sem público
30/05/2020 às 08h40

Londres (Inglaterra) - O suíço Roger Federer foi um dos que recentemente se posicionou contra a realização de torneios sem público, principalmente nos Grand Slam. Do outro lado, o britânico Greg Rusedski discorda do atual número 4 do mundo e acredita que jogar sem torcida poderá ser a realidade durante um período no pós-pandemia.

“Roger expressou seu ponto de vista sobre jogar sem público, mas acho que todos os tenistas terão que fazer um esforço para se adaptar ao novo circuito que teremos no futuro. Até que tenhamos uma vacina possível, a situação do tênis será totalmente diferente daquela que conhecíamos antes”, declarou o ex-top 5 em entrevista ao Tennis 365.

“Além disso, em algumas ocasiões, os torneios já foram disputados com poucos fãs torcendo por você. Na última Copa Davis disputada em Madri, havia muito poucos torcendo por seus times, já que a grande maioria dos espectadores era espanhola. Em certos momentos vimos playoffs com pouquíssimos espectadores. Todos deverão se adaptar a isso”, completou Rusedski.

Outra que também disse preferir não jogar a ter que disputar partidas de Grand Slam sem público foi a tcheca Petra Kvitova. Para a duas vezes campeã de Wimbledon é preferível que os eventos não aconteçam do que sejam realizados sem torcida.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva