Notícias | Dia a dia
Aniversário de título de Guga é destaque na França
30/05/2020 às 08h00

Paris (França) - Neste ano a conquista do segundo título de Roland Garros do catarinense Gustavo Kuerten completa seu 20º aniversário e não foi esquecida pelos franceses. Na edição da última semana da revista do L’Equipe destacou o feito do brasileiro em sua capa, com uma entrevista relembrando a campanha em 2000.

“Em 1997 foi uma surpresa e saí do nada, se jogasse aquele torneio mais um milhão de vezes nunca venceria. Em 2000 foi a consagração, confirmou que o primeiro título não havia sido algo isolado. Acho que esta foi a conquista mais dramática de todas, porque sofri nas quartas de final, na semi e também na final”, destacou Guga.

O catarinense também rememorou os problemas físicos pelos quais passou às vésperas de Roland Garros. "Estava com o tanque vazio e a derrota para Karol Kucera em Monte Carlo foi dura", falou Guga, que vinha de uma maratona de jogos nos meses anteriores, com muitas vitórias que causaram uma lesão nas costas.

A derrota fez o brasileiro desistir de Barcelona para voltar no Masters 1000 de Roma, ficando com o vice. Em seguida ele faturou o Masters 1000 de Hamburgo e rumou para o bicampeonato em Roland Garros.

Sobre a campanha no saibro parisiense, Guga disse que apesar da conquista de 1997, ainda não sentia tanta confiança, algo que foi mudando com o passar do torneio e boas vitórias nas quatro primeiras rodadas. Nas quartas de final contra Evgeni Kafelnikov e na semi contra Juan Carlos Ferrero, a parada foi bem mais dura e em ambos a vitória só veio no quinto set.

Veio então a final contra Magnus Norman. "Ele era o oponente mais complicado para mim e vinha em ótima fase. Cheguei mais desgastado por ter feito duas partidas longas e sabia que não poderia vencer outro jogo de cinco sets. Por outro lado, tinha a vantagem por já ter disputado uma final de Grand Slam", contou o brasileiro.

"Se não tivesse errado uma bola fácil no 2/2 do terceiro set, poderia ter vencido bem mais rápido, mas então ele acordou e entrou no jogo", disse Guga, que se recuperou depois de ceder um set a Norman e fechou a partida sofrendo na quarta parcial definida apenas no tiebreak, marcando placar final de 6/2, 6/3, 2/6 e 7/6 (8-6), em 3h44 de embate.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva