Notícias | Dia a dia
Basilashvili diz ser inocente de agressão a ex-esposa
28/05/2020 às 08h52

Tbilisi (Georgia) - Melhor tenista de seu país, Nikoloz Basilashvili foi preso no último dia 22 de maio acusado pelo Ministério Público de espancar a ex-mulher após uma briga no dia anterior e na presença de um menor. O georgiano de 28 anos alega inocência e aguarda em liberdade o julgamento.

"Ele divulgou uma gravação em vídeo ao tribunal confirmando sua declaração de que é inocente do crime de que é acusado", disse Irma Chkadua, a advogada do tenista, em entrevista por telefone à EFE nesta quinta-feira. Ela contou que seu cliente está em Tbilisi, onde aguarda o julgamento, cuja primeira audiência será realizada em 16 de julho.

"As acusações de violência doméstica apresentadas em 23 de maio por sua ex-esposa são falsas, elas não têm o menor apoio", acrescentou a advogado, explicando que a defesa não divulgou os dados da investigação porque o caso inclui um menor, o filho de 5 anos de idade de Basilashvili e sua ex-esposa, Neli Dorokashvili, de quem se divorciou em 2019.

"Para defender os interesses do menor, Basilashvili se abstém de falar sobre os propósitos das ações provocativas cometidas por Neli Dorokashvili em 22 de maio, bem como de responder publicamente às acusações infundadas de sua ex-esposa", acrescentou.

Depois de comparecer perante um juiz, o tenista foi libertado no dia 24 sob uma fiança de 100 mil laris (aproximadamente R$ 165 mil). De acordo com a lei da Geórgia, se considerado culpado, o tenista pode encarar uma pena de 200 a 400 horas de serviço comunitário ou entre 1 e 3 anos de prisão.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva