Notícias | Dia a dia
'Djokovic pode bater o recorde de Slam', diz Fognini
26/05/2020 às 12h52

Roma (Itália) - O sérvio Novak Djokovic não esconde das pessoas que busca alcançar o maior número possível de recordes antes de deixar o circuito, com destaque para o de títulos de Grand Slam e o de semanas como número 1 do mundo. Para o italiano Fabio Fognini, o atual número 1 do mundo tem tudo para se tornar o maior vencedor de Slam da história entre os homens.

“Djokovic e eu nos conhecemos desde os 14 anos e já estava claro que ele faria grandes coisas, desde aquela época já tinha uma personalidade forte. Nós conversamos frequentemente. Dentro do Big 3, acho que ele é o que mais consegue superar as limitações da cabeça e do corpo com a fome de vitória que ele tem”, disse o italiano em entrevista para La Gazzetta dello Sport.

“Acho que ele pode superar o recorde de Federer e terminar como aquele que mais títulos tem de Grand Slam”, complementou Fognini, apostando no recorde do sérvio, que atualmente soma 17 taças nos quatro torneios mais importantes do circuito contra 19 do espanhol Rafael Nadal e 20 do suíço Roger Federer.

O italiano ainda contou que pegou dicas sobre meditação com o companheiro de circuito. “Tive uma boa conversa com ‘Nole’ em que perguntei algumas coisas sobre como a meditação possa ser útil para mim”, falou o tenista de 33 anos e atual número 11 do mundo.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva