Notícias | Dia a dia
Djokovic: '95% dos jogadores estão passando aperto'
26/05/2020 às 09h50

Belgrado (Sérvia) - De volta a Belgrado, o sérvio Novak Djokovic já fez seu primeiro treino em sua cidade natal e agora se prepara para o 'Adria Tour', uma série de torneios promovida pelo atual número 1 do mundo na região dos Balcãs. Ele participou de anúncio oficial da competição, realizado nesta segunda-feira, no qual falou não apenas sobre o evento, mas também sobre o momento de dificuldade no tênis.

Mais uma vez o sérvio, que completou 33 anos na semana passada, reforçou a questão da desigualdade no esporte e deixou a entender a importância da ajuda para os colegas de menor ranking. “Ganhamos dinheiro suficiente para viver confortavelmente. Mas 95% dos jogadores e também as pessoas em geral estão lutando”, afirmou Djokovic.

“Eles não têm a oportunidade de competir e ganhar dinheiro. Para muitos deles é um problema de sobrevivência quando se trata de continuar jogando tênis em nível profissional. Eu me responsabilizo pela situação e não apenas porque sou o presidente do Conselho de Jogadores, mas também pela quantidade de dinheiro que ganhei”, complementou o líder do ranking.

Na conferência de imprensa 'Nole’ disse ter mantido contato nos últimos tempos com o suíço Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal, revelou ter pensado em ambos para seu circuito e explicou ambas as ausências. Ele também confirmou a participação do alemão Alexander Zverev, que se juntará a uma interessante lista de jogadores já confirmados.

Além de Zverev, os eventos contarão com Dominic Thiem, Grigor Dimitrov, Viktor Troicki e Damir Dzumhur. O croata Marin Cilic também deve participar. Milos Raonic provavelmente ficará de fora porque o canadense não planeja ir ao continente europeu enquanto aguarda a resolução dos torneios de quadra dura na América do Norte.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva