Notícias | Dia a dia
Djokovic diz que dieta foi essencial para evolução
20/05/2020 às 12h54

Nova York (EUA) - Mais uma vez o sérvio Novak Djokovic falou sobre a importância que a mudança na dieta teve em seu sucesso no circuito. Em entrevista ao In Depth with Graham Besinger atual número 1 do mundo lembrou que o médico Igor Cetojevic foi crucial neste processo e reforçou a relevância da alimentação em seu desempenho.

“Sofria muito no começo da minha carreira com uma espécie de asma e tinha dificuldade para respirar em certos momentos. Com o passar dos tempos essas alergias foram piorando e por causa disso eu acabava desistindo de algumas partidas”, contou Djokovic, que por demonstrar esses problemas durante seus jogos acabou chamando a atenção do Dr. Cetojevic.

+ Djokovic diz que emoções são maior força e fraqueza
+ Esposa revela que Djokovic ficou aposentado por 10 dias
+ Djoko quer jogar até os 40 e bater principais recordes

“Quando o conheci, fiz algumas sessões de tratamento e senti uma grande diferença. Então fui introduzido ao biofeedback e à física quântica, que tinha toda essa questão de analisar o lado emocional do meu corpo e da minha mente. Fui aprofundando nível por nível para me conhecer melhor e foi aí que descobri também todas minhas alergias a comidas”, disse o sérvio.

Na ótica de Djokovic, a alteração na dieta foi o que lhe permitiu resolver seus maiores problemas. “Principalmente cortando o glúten. Foi uma grande mudança, mas estava bastante determinado. Além disso, eu conseguia sentir rapidamente os efeitos e via minha evolução”, comentou o líder do ranking.

Questionado sobre o que come normalmente, ele descreveu um pouco de sua deita. “Quando saio da cama começo com água morna com limão, para ajudar meu corpo a se desintoxicar, depois quebro o jejum com um ‘salaire juice’ e então tomo um smoothie verde de frutas e vegetais. Também há os suplementos que eu uso”, contou Djokovic.

“Como muita coisa diferente, principalmente saladas. Não gosto de qualquer coisa que gaste muita energia para digerir, principalmente no começo do dia, porque tenho que estar bem para o treino. Tento me alimentar de coisas bem leves, muitos grãos, batata doce”, finalizou o tenista de Belgrado, que retomou os treinos em quadra no começo desta semana.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva