Notícias | Dia a dia
Medvedev: 'Difícil um novo campeão de Slam em 2020'
19/05/2020 às 08h49

Moscou (Rússia) - Vice-campeão do US Open no ano passado, disputando pela primeira vez uma final de Grand Slam, o russo Daniil Medvedev acredita que ainda que o circuito volte, será muito difícil um tenista diferente conseguir faturar o título de um dos quatro maiores torneios do mundo. Por enquanto ainda estão de pé o US Open e Roland Garros, já que Wimbledon foi cancelado.

Em conversa ao vivo no Instagram com o We are Tennis, o russo analisou a dificuldade de surgir um vencendor diferente nestes torneios em 2020. “Depende de quando retomarmos. Por exemplo, se for em Roland Garros, podemos dizer que será muito difícil ter um novo campeão, pois nos Grand Slam você tem que vencer sete partidas”, observou Medvedev.

“Não posso falar por todo mundo, mas meu objetivo é dar o meu melhor, vencer minhas partidas. Ainda é difícil, principalmente com o Big 3 ainda lá em cima, mas fazemos nossas partidas e tentamos o possível”, contou o russo, que foi até as oitavas de final no Australian Open deste ano, caindo diante do suíço Stan Wawrinka.

Sobre a o vice do US Open em 2019, o tenista de 24 anos disse ter sensações divididas. Ele lamenta o resultado da final, mas celebra a grande campanha. “Foi um grande jogo, mas fiquei muito decepcionado com a minha derrota porque não gosto de perder”, comentou o atual número 5 do mundo.

“Muitas pessoas entraram em contato comigo para me elogiar, para me dizer que era o verdadeiro vencedor, o que eu realmente não gostei. Se tivesse vencido já teria um título de Grand Slam, mas não foi isso que aconteceu. Fico muito abatido depois de uma derrota. Você tem que continuar trabalhando para ser melhor”, finalizou o russo.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva