Notícias | Dia a dia
Mesmo fora do top 300, belga é contra ajuda a tenistas
18/05/2020 às 09h07

Bruxelas (Bélgica) - Alguns jogadores já se posicionaram contra a ajuda a jogadores de ranking baixo que sofrem neste tempo de isolamento social e de suspensão no circuito, em sua maioria tenistas do top 100 ou que já se aposentaram. Mas agora um atleta que sequer figura entre os 300 primeiros e que se beneficiaria com o auxílio se colocou contrário a este.

O belga Arthur de Greef, atual 324 do mundo, disse que a ideia é injusta e se posicionou contra ela. “É difícil, para mim, entender por que razão os jogadores devem contribuir para esse fundo. Por que raio é que tenistas que jogam mais e são melhores do que eu deveriam pagar pelo seu sucesso?”, questionou o atleta de 28 anos ao portal RTBF.

“Entre os que seriam beneficiados há gente que pura e simplesmente trabalha muito menos do que os outros que vão ajudar. Não faz sentido”, complementou o belga, que teve como melhor marca no ranking o 113º posto e que disputou apenas 10 jogos na carreira em nível ATP, vencendo três e perdendo os outros sete.

Além disso, De Greef afirmou que não foi afetado economicamente pela inatividade, pois recebe ajuda de sua Federação e de patrocinadores. "A federação me apoia desde os 12 anos. No momento, não tenho receita, mas também não tenho muitos gastos, pois não estou competindo. Sem mencionar que tenho patrocinadores que continuam a me apoiar".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva