Notícias | Dia a dia
Maior jogadora argentina, Sabatini faz 50 anos
16/05/2020 às 09h50

Buenos Aires (Argentina) - Grande nome do tênis argentino, Gabriela Sabatini completa 50 anos neste sábado. Campeã do US Open de 1990, ao superar Steffi Graf na final, ela se tornou a única jogadora de seu país a vencer um Grand Slam e a primeira sul-americana a vencer um torneio deste porte desde Maria Esther Bueno em 1966. Até hoje, nenhuma outra sul-americana venceu um Slam.

Sabatini também foi vice-campeã de Wimbledon em 1991, além de ter disputado quatro semifinais na Austrália e mais cinco semis de Roland Garros. Ela tinha apenas 15 anos quando disputou sua primeira semi em Paris, em 1985. Outro grande resultado de sua carreira foi a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Seul.

A argentina de Buenos Aires chegou ao terceiro lugar do ranking em 1989, conquistou 27 títulos de simples e mais 14 de duplas no circuito da WTA, venceu 632 partidas e acumulou uma premiação de US$ 8,78 milhões. Sua carreira profissional terminou em 1996. Dez anos depois, em 2006, entrou para o Hall da Fama do Tênis.

Fora das quadras, Sabatini lançou sua própria fragrância de perfumes, ainda na adolescência, e mantém a marca até hoje. Ela também se notabilizou por ser muito querida entre as colegas do circuito. Ainda quando jogava, afirmou: "Gostaria de ser lembrada como alguém que deixou algo. Gostaria que as pessoas pensassem em mim como alguém que fez algo pelo tênis. Além do tênis, eu gostaria que as pessoas me vissem como uma boa pessoa, uma boa amiga, um bom ser humano".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva