Notícias | Dia a dia
Futuro do US Open será definido no início de junho
16/05/2020 às 08h23

Reunião que irá definir o futuro dos torneios do verão americano acontece em 1º de junho

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - Tão logo as entidades diretivas do tênis mundial decidiram suspender todas as competições do circuito até 31 de julho, cresce a expectativa sobre o que será feito com os torneios do verão americano. Uma nova reunião será realizada em 1º de junho para definir o futuro dessas competições. Isso inclui até mesmo o US Open, que está marcado para acontecer entre 31 de agosto e 13 de setembro.

No último domingo, o presidente da ATP Andrea Gaudenzi antecipou, em entrevista a Reuters, que os dias 15 de maio e 1º de junho seriam decisivos para a sequência do circuito. Até então, o circuito estava suspenso até 13 de julho, mas o prazo foi prorrogado por mais três semanas após decisão desta sexta-feira. Além da ATP, acompanham também a medida a WTA e a ITF.

Algumas competições preparatórias para o US Open já foram canceladas. O caso mais expressivo é o do WTA Premier 5 de Montréal, que aconteceria entre os dias 10 e 16 de agosto. Já entre os torneios cancelados na última sexta-feira, estão os ATP 250 de Atlanta e Los Cabos. Se o circuito for retomado no início de agosto, os primeiros torneios seriam em Washington (com um ATP 500 e um WTA International) e o WTA Premier de San Jose.

Tênis está sendo retomado com restrições
Em muitos países europeus, e também em algumas regiões dos Estados Unidos, as medidas de isolamento social estão sendo flexibilizadas aos poucos. Mas embora a prática do tênis já seja permitida em alguns desses lugares, ainda existem muitos protocolos de segurança para evitar o risco de transmissão do novo coronavírus.

Outro entrave para a retomada de competições oficiais são as restrições às viagens internacionais por conta da pandemia da Covid-19. Nesse cenário, alguns países começam a organizar competições nacionais ou regionalizadas. Torneios de exibição já foram disputados nos Estados Unidos e na Alemanha, enquanto Espanha e República Tcheca já definiram datas para competições nos mesmos moldes. 

Torneio nunca foi cancelado, Indian Wells vira opção
Até hoje, o US Open é o único Grand Slam que nunca foi cancelado. As competições são disputadas ininterruptamente desde 1881 para os homens e a partir de 1887 para as mulheres. O estado de Nova York foi bastante afetado pelo novo coronavírus, com mais de 343 mil casos e 22.170 mortes. Até mesmo o complexo Billie Jean King em Flushing Meadows, onde o torneio é disputado, foi transformado em um hospital de campanha e em um centro de distribuição de alimentos. Essas estruturas já estão sendo desmontadas.

Há ainda a possibilidade de transferir temporariamente a sede do torneio. Em abril, o diário espanhol Marca informou que uma das opções é levar a competição para Indian Wells. Inicialmente, o chefe de operações da USTA Mike Dowse reiterou os planos de manter o torneio em Nova York, além de dizer que seria improvável fazer o evento com portões fechados. Mas a Associação de Tênis dos Estados Unidos deixou não descartou a hipótese de levar a competição para outra sede.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva