Notícias | Dia a dia
Djoko quer jogar até os 40 e bater principais recordes
15/05/2020 às 08h56

Nova York (EUA) - Atualmente o sérvio Novak Djokovic é o terceiro na lista de títulos de Grand Slam e também na de semanas como número 1 do mundo, mas ele acredita que tudo pode ser questão de tempo. Em entrevista ano programa In Depth with Graham Besinger, o tenista de Belgrado disse que pertente jogar até os 40 anos e que bater estes dois recordes é uma meta sua.

“Sempre confiei bastante em mim mesmo porque adoro o que faço. Claro que há sacrifícios que infelizmente precisam ser feitos, gostaria de passar mais tempo com minha família e meus filhos, às vezes fico um mês sem vê-los, mas eles seguem me apoiando”, afirmou o atual líder do ranking, que está a apenas quatro semanas de igualar a marca do norte-americano Pete Sampras.

+ 'Especial Goat': já seria Djokovic o novo dono?
+ Mãe fala que vários patrocinadores recusaram Djoko

Djokovic soma 282 semanas como líder da ATP, tem as 286 de Sampras na sua alça de mira e depois tentará bater as 310 semanas do suíço Roger Federer, que também é o recordista de Grand Slam entre os homens com 20 troféus, contra 17 do sérvio. Entre eles ainda há o espanhol Rafael Nadal com seus 19.

“Eu acredito que a jornada te escolhe e não o contrário e sei que ainda tenho coisas a fazer neste esporte. Posso bater o recorde de Grand Slam e de semanas como número 1, definitivamente são metas para mim. Ao mesmo tempo, não são as únicas coisas que me motiva, o que realmente me alimenta é a vontade de seguir crescendo”, comentou Djokovic.

“Limites são apenas ilusões de sua mente, eu quero jogar por muito tempo, mas enquanto mantiver meu corpo e minha alma saudáveis, tudo tem que funcionar em sinergia. O número de torneios com certeza vai cair logo, espero jogar até os 40, mas tenho que focar nos torneios grandes”, acrescentou o sérvio de 32 anos.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva