Notícias | Dia a dia
Mãe de Djokovic chama Federer de arrogante
11/05/2020 às 09h29

Belgrado (Sérvia) - A relação entre o suíço Roger Federer e o sérvio Novak Djokovic não tem a maior das tensões, com ambos se respeitando mutuamente, mas também não vai além disso. Para apimentar um pouco mais as coisas, a mãe do sérvio, Dijana Djokovic, resolveu disparar contra o tenista da Basileia em entrevista para o Blick.

Ao relembrar a final do ano passado de Wimbledon, a mãe de Djokovic não apenas lamentou a falta de apoio da torcida em relação ao filho, mas também aproveitou para alfinetar Federer. “Aquele jogo foi o mais difícil do ano passado. No estádio, todos o aplaudiam e apenas nós e alguns fãs é que estavam apoiando Novak”, começou Dijana.

+ Pai de Djokovic diz que torcida contra animou filho
+ Pai de Djoko dispara contra torcida na final do AO

“Não acho legal que eu me incomode com Federer ou com qualquer outro, mas fiquei incomodada no momento porque Roger é um pouco arrogante. Quando ele teve esses dois-match points, agarrei minha cruz, um amuleto que uso e que me salva em tempos difíceis. Fiz um pedido e Deus o salvou. Novak também acredita nela, ele se sente escolhido por Deus”, acrescentou.

Em contrapartida, a matriarca dos Djokovic também falou sobre a mais amarga derrota de Novak, lembrando a queda na primeira rodada dos Jogos Olímpicos Rio 2016, quando foi eliminado pelo argentino Juan Martin Del Potro.

"Aquela derrota ainda parte meu coração. As lágrimas que vi naquela ocasião são as maiores que já vi. Ele tinha tudo para ganhar o ouro, mas o desejo não foi atendido. Ele tinha esse problema no cotovelo e não conseguiu suportar a pressão. Novak sentia que havia decepcionado o povo da Sérvia", finalizou a mãe.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva