Notícias | Dia a dia
Berrettini é mais um a criticar a ajuda de Djokovic
09/05/2020 às 08h59

Roma (Itália) - Cada dia que passa, a proposta de ajuda para os tenistas de menor ranking feita pelo sérvio Novak Djokovic vai ganhando mais críticos. Depois do austríaco Dominic Thiem, do russo Mikhail Youzhny e do argentino Guido Pella, agora foi a vez do italiano Matteo Berrettini discordar de como foi desenhado esse auxílio.

Em entrevista a Gazzetta dello Sport, o atual 8 do mundo soltou sua posição a respeito da proposta de Djokovic. “Prefiro que a ajuda seja para situações mais complexas, como um hospital ou uma família necessitada. Se houver muitos jogadores que realmente precisem, também podemos ajudar”, opinou Berrettini.

+ Pella questiona ajuda de Djoko e a chama de injusta
+ Youzhny critica duramente proposta de Djokovic
+ 'Há jogadores que não quero ajudar', afirma Thiem

“O projeto é muito positivo para o tênis e mostra que os jogadores se preocupam com aqueles que estão lá atrás”, acrescentou o italiano, que tem conseguido manter sua forma e deverá participar dos torneios que acontecerão na Flórida em maio.

Embora queira voltar a competir, Berrettini tem dúvidas sobre o momento do retorno. “Não creio que valha a pena reiniciar os torneios, mas é a ciência que deve dizer quando poderemos retornar”, afirmou o italiano top 10.

“Espero que a temporada de 2020 não tenha terminado, mas tenho grandes dúvidas se irá voltar. Estou preparado para jogar, mas o mais importante agora é deter o vírus e tentar começar com o tênis normal”, finalizou Berrettini.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva