Notícias | Dia a dia
'Federer e Nadal foram contra ajuda', diz canadense
07/05/2020 às 08h58

Toronto (Canadá) - A proposta de ajuda aos tenistas mais necessitados feita pelo sérvio Novak Djokovic, com os jogadores do top 100 juntando dinheiro para dar aos companheiros de menor ranking, parece que não é toda essa unanimidade. Em entrevista ao TSN, o canadense Vasek Pospisil garantiu que o suíço Roger Federer e espanhol Rafael Nadal foram contra.

“Djokovic estava por trás disso desde o começo. Em um momento, 80 dos 100 melhores jogadores do masculino assinaram a carta de compromisso, sendo Novak um deles. Tivemos o 'ok' de 12 dos 20 primeiros, mas quando fomos falar com Roger e Rafa, eles não eram a favor”, garantiu o canadense de 29 anos e atual 93 do mundo.

“Na verdade, só queriam eles mesmos conversarem com os Grand Slams, algo que foi contra a essência do que estávamos tentando fazer. É uma pena, para ser sincero, já tive ótimas conversas com Roger, realmente gosto muito dele, é um cara legal, concorda com muitos problemas, mas no final não apoiou o movimento original e isso o atrasou um pouco sim”, completou Pospisil.

Apesar de não contar com o apoio de dois dos três maiores nomes da atualidade, a ideia foi para frente por ter muitos que concordavam com ela. "No final das contas a maioria dos jogadores é mais poderoso do que apenas dois jogadores”, finalizou o canadense.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva