Notícias | Dia a dia
AO pode ter quarentena de tenistas e só torcida local
06/05/2020 às 13h21

Melbourne (Austrália) - Enquanto se discute se o US Open deste ano ainda irá acontecer e o mesmo vale para Roland Garros, que adiou sua disputa para o final de setembro, tentando não ser cancelado, a organização do Australian Open continua trabalhando com os mais diversos cenários e não descarta seu cancelamento.

“O pior cenário não é AO", disse Craig Tiley, diretor do Grand Slam australiano, em entrevista à Australian Associated Press. “Temos que analisar todos os cenários possíveis, porque muitas de nossas decisões estarão além do nosso controle”, complementou o dirigente.

“Nosso cenário mais provável neste momento é termos um Australian Open com jogadores que passem por uma quarentena e apenas público australiano. Não descartamos a presença de torcedores internacionais, mas esse é um cenário (sem torcedores de fora) que devemos planejar”, observou Tiley.

Mais uma vez, o dirigente falou que existem quatro cenários diferentes planejados cuidadosamente. “Estipulamos as datas limites em que devemos tomar decisões, e pensamos em todos que nossas medidas poderiam impactar e como elas impactariam”, falou o principal responsável pela organização do Australian Open.

“Planejamos tudo sendo realizado por uma equipe do 670 pessoas, para todos os nossos parceiros, patrocinadores e governos e organizações para as quais levamos as infraestruturas. Agora estamos trabalhando no grupo de atores internacionais, alcançando-os e tentando fazê-los entender o significado de cada um desses cenários”, finalizou Tiley.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva