Notícias | Dia a dia
Jovem italiano tem o backhand mais potente da ATP
04/05/2020 às 15h19

Miami (EUA) - Em período de pausa no circuito devido à pandemia causada pelo coronavírus, a ATP elencou os backhands mais potentes do tênis masculino. O vencedor não foi nenhum dos integrantes do Big 3, tampouco outro nome facilmente lembrado quando o assunto é revés, mas sim o jovem italiano Jannik Sinner.

O tenista de apenas 18 anos e atual 73 do mundo ficou em primeiro na lista dos backhands com maior rotação, liderando com 1858 rpm em média. Logo atrás do italiano aparecem Martin Klizan (1840 rpm), Felix Auger-Aliassime (1825 rpm), Pablo Cuevas (1735 rpm), John Millman (1680 rpm).

Rafael Nadal foi o melhor do 'Big3' com a maior quantidade de giro (1252 rpm), seguida de perto por Novak Djokovic (1148 rpm). Já Roger Federer ficou bem atrás de seus dois maiores rivais neste quesito com apenas 548 rpm.

Sinner também apareceu entre os cinco melhores quando o assunto é velocidade, com sua bola chegando a 111 km/h em média. O italiano ficou em quarto, empatado com o francês Ugo Humbert. Eles ficaram atrás de Nikoloz Basilashvili (114 km/h), de Millman (113 km/h) e de Nadal (112 km/h)

Mais uma vez o melhor do Big 3 nesse levantamento, o canhoto de Mallorca teve desemoenho bem superior ao de seus dois rivais neste quesito. A velocidade média do backhand de Djokovic é quase metade do de Nadal (67,3 km/h), bem como de Federer, numa média de 66,1 km/h.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva